Casa Mairinque – Área Social de Lazer

Localização: Mairinque

Cliente: Mariana e Diego

Ano: 2020 – 2021

Área: 190 m2

 

O projeto desta área social de lazer resultou do Design Ecológico de Território elaborado para este terreno em Mairinque. Para ver o projeto completo, acesse o projeto “Design Ecológico de território Mairinque”.

Esta edificação foi desenhada a partir de elementos e construções já existentes no terreno, conformando um espaço central de encontro e de lazer.

O edifício, de aproximadamente 190 m2, abriga programas de uso coletivo como sala de estar, cozinha, churrasqueira e dá apoio à área da piscina e da garagem, envoltas por um paisagismo multifuncional. Além disso, a partir de um olhar regenerativo e integrado, o projeto integra tecnologias ecológicas como a captação de água pluvial e o saneamento ecológico – que dialogam com as demais tecnologias já executadas no terreno.

A estrutura deste edifício de uso comum é projetada em taipa de pilão e madeira laminada colada (MLC)! A taipa de pilão é uma técnica de construção natural milenar executada em terra crua. Consiste na compressão da terra em fôrmas de madeira (ou metal), denominadas taipais, no formato de uma grande caixa.

Além de ser autoportante, apresenta grandes benefícios construtivos por ser uma técnica com excelente desempenho e durabilidade, com uma grande porcentagem de uso de materiais provenientes do próprio terreno e com eficiência térmica. As paredes de terra e o MLC são materiais renováveis que, em conjunto com o telhado verde, conformam uma construção com grande capacidade térmica e acústica pois somam com as estratégias de design passivo empregadas no projeto.

Estes materiais renováveis, em conjunto com o telhado verde, conformam uma construção com grande capacidade térmica e acústica pois somam com as estratégias de design passivo empregadas no projeto.

As paredes de taipa de pilão conformam também uma nova fachada para o terreno – sendo a nova entrada para o sítio! Já a fachada interna, de vidro, permite que os ambientes de estar e de cozinhar se conectem com os ambientes externos. Paredes de cobogó também cumprem esta função de diálogo com o exterior, além de garantir ventilação em áreas como a lavanderia e a despensa.

A parte externa deste projeto de área social de lazer está voltada para o centro do terreno: conformando um espaço protegido e de onde é possível enxergar os demais espaços existentes. O pergolado conforma uma cobertura translúcida para a área da cozinha gourmet e possibilita um espaço de meia-sombra para espreguiçadeiras. Já a piscina, o solário e a jacuzzi são descobertos e envoltos por um paisagismo multifuncional, presente também em grande parte do terreno e no telhado verde.

O paisagismo foi pensado a partir da vegetação existente, valorizando-a em pontos de destaque como, por exemplo, o pé de acerola ao lado da jacuzzi. Em breve o projeto de paisagismo poderá ser conferido também em um post exclusivo!

 

Ficha técnica:

Projeto: Felipe Acea, Felipe Pinheiro, Marta Levy, Maytê Coelho e Talitha Rodrigues

Consultor técnico de taipa de pilão: Rodrigo Rocha

Tags:

Bioconstrução, Cobertura verde, Construção com Madeira, Construcao com terra, Design ecológico, Design Passivo, Infra estrutura verde, Paisagismo funcional, Regeneração, Saneamento Ecológico, Taipa de pilão, Tecnologias Ecológicas

Compartilhe